Pesquisa
Filtros
Fechar
RSS

Blog marcado com 'mulher'

Dia Internacional Da Mulher

Oficializado pela ONU em 1975, o dia internacional da mulher é comemorado a muito tempo antes. É uma data que marca as conquistas femininas, mas também serve para nos  alertar sobre os graves problemas de gênero que persistem em todo o mundo.

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (ILO) mulheres ganham em média 23% menos que homens.

35% das mulheres já sofreram, em algum momento das suas vidas, violência física e/ou sexual por um parceiro íntimo ou violência sexual por um agressor que não era seu parceiro de acordo com a Comissão Estatística das Nações Unidas.

 

Mulheres indígenas são mais vulneráveis a violência, agressões, exploração trabalhista e assédio ( Comissão Estatística das Nações Unidas), mulheres lésbicas, bissexuais e transexuais  se tornam alvos de preconceitos e agressões múltiplas em função de sua
orientação sexual.

Na palestra abaixo a Camila Achutti, cientista da computação e empreendedora, discorre sobre o cenário brasileiro de mulheres na tecnologia:

 

 

Confira alguns exemplos de mulheres que marcaram a história:

Ada Lovelace foi a primeira programadora de computadores na história. Falamos mais sobre ela no post As Mulheres Na História Da Computação.

20140307211029_1200_675

 

Frances Bilas, Jean Jennings, Ruth Lichterman, Kathleen McNulty, Betty Snyder e Marlyn Wescoff foram as programadoras do ENIAC, o primeiro computador eletrônico digital de propósito geral.

 

Grace Hopper foi uma analista de sistemas da Marinha dos Estados Unidos nas décadas de 1940 e 1950 e almirante. Ela é considerada a primeira pessoa a programar em um compilador.

Gracehopper

 

Katherine G. Johnson, formada em matemática, foi uma das responsáveis pelos cálculos que determinaram o tempo de lançamento da Apollo 11 rumo ao espaço. Ela ajudou o homem a pisar na Lua e voltar a Terra em segurança, mas teve que lutar muito contra machismo e a segregação racial, pois ela era negra.

Katherine Johnson Nasa

 

Marie Curie  conduziu pesquisas pioneiras no ramo da radioatividade. Foi a primeira mulher a ser laureada com um Prêmio Nobel e a primeira pessoa e única mulher a ganhar o prêmio duas vezes, um de química e outro de física. (Fonte: Megacurioso)

01151824716665

 

Malala Yousafzai foi garota paquistanesa que é também a pessoa mais jovem a ser contemplada com um Prêmio Nobel e é um dos grandes nomes da luta pelos direitos das mulheres à educação e pelo símbolo de força e resistência. (Fonte: Megacurioso)

01151840644667

 

Susan Wojcicki é CEO do YouTube e considerada a 12ª mulher mais poderosa do mundo pela revista Forbes, Susan Wojciki já foi citada como uma das mulheres mais influentes e poderosas da tecnologia diversas vezes. (Fonte: SiteWare)

gettyimages-481712584-470x312

 

Virginia “Ginni” Rometty é a atual CEO e Chairwoman da IBM desde 2012, e é a primeira mulher a ser líder da centenária companhia. Antes de se tornar CEO, trabalhou na empresa por 30 anos, ocupando posições de Vice-Presidente Sênior e Executiva de Vendas, Marketing e Estratégia.

Bacharel em ciência da computação e engenharia elétrica, Ginni trabalhou para o General Motors Institute e entrou na IBM como engenheira de sistemas. Citada por diversas revistas e incluída em vários rankings, Ginni alcançou o topo da lista de mulheres mais poderosas dos negócios em 2012, pela revista Fortune. (Fonte: SiteWare)

ibm_chairwoman_announcing_stage_background_logo_reuters-470x329

 

Úrsula Burns não é só diretora executiva e presidente da Xerox, mas também é diretora do conselho da American Express Corporation e Exxon Mobil Corporatio, ativista em ONGs como a FIRST e foi nomeada pelo ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, como vice-presidente do Conselho de Exportação do Presidente. (Fonte: SiteWare)

alg-ursula-jpg

 

Confira abaixo a palestra no TED Talk “Por que temos tão poucas líderes?” da Sheryl Sandberg, COO do Facebook e braço direito de Mark Zuckerberg:

 

 

 

Na foto abaixo estão as mulheres que compõem o time GPJ e exercem os mais diversos cargos (da manutenção à gerência geral da empresa):

foto mulheres

Nesta data que representa a luta e reflexão sobre a condição feminina, poder homenagear as mulheres, nos deixa muito honrados, mas, para nós  da GPJ Informática, dia de mulher é todo dia!

 

 

MATERIAL USADO:

As Mulheres Na História Da Computação

Ainda no século XIX, Charles Babbage, um matemático e inventor inglês, foi o primeiro a idealizar um computador mecânico, a máquina analítica, que tinha como intuito acelerar cálculos matemáticos. Seu invento, porém, não foi construído na época devido a necessidades de técnicas bastante avançadas e caras na época.

Science Museum-Science & Society Picture-Londres
Máquina Analítica De Babbage

Mas, qual o papel da mulher nessa história?

Ada Lovelace, matemática e filha do escritor Lorde Byron, se interessou pela ideia da máquina, e mesmo esta não tendo sido construída, propôs fórmulas de programação para a mesma.

Ada é considerada a primeira pessoa a programar.

wikipedia
Ada Lovelace – Fonte: Wikipedia

 

Em 1946, entrou em funcionamento o primeiro computador digital eletrônico, o ENIAC (computador integrador numérico eletrônico). O ENIAC, tinha como principal finalidade cálculos balísticos, processava 5.000 operações por segundo e seu armazenamento era feito em cartões perfurados. A programação do ENIAC foi feita por 6 “computadoras” (the computers, em inglês): Frances Bilas, Jean Jennings, Ruth Lichterman, Kathleen McNulty, Betty Snyder e Marlyn Wescoff.

Elas escreviam a lógica no papel, para depois reproduzirem fisicamente no ENIAC, plugando e desplugando cabos, alternando interruptores e documentando todos os  detalhes para reutilizar no futuro caso fosse necessário. A codificação no equipamento poderia levar vários dias para acontecer.

"Computadoras" ENIAC - Fonte: Army USA

Grace Hopper foi uma analista de sistemas da Marinha dos Estados Unidos nas décadas de 1940 e 1950 e almirante. Ela é considerada a primeira pessoa a programar em um compilador.

Foi ela quem criou a linguagem de programação Flow-Matic (extinta) que serviu como base para a criação do COBOL.  É creditado o termo “BUG” a Grace, pois ela encontrou a causa do erro no computador em que estava programando, que era literalmente um inseto.

Gracehopper
Grace Hopper – Fonte: Wikipedia

 

Durante a corrida espacial, Katherine G. Johnson,  formada em matemática, foi  uma das responsáveis pelos cálculos que determinaram o tempo de lançamento da Apollo 11 rumo ao espaço. Ela ajudou o homem a pisar na Lua e voltar a Terra em segurança, mas teve que lutar muito contra machismo e a segregação racial, pois ela era negra.

 

 

Katherine Johnson Nasa
Katherine G. Johnson – Fonte: NASA

 

Essas mulheres são alguns dos exemplos da contribuição feminina no desenvolvimento da tecnologia que nos é hoje indispensável. Na década de 80, a computação tornou-se algo masculino e infelizmente, a parcela de mulheres que se profissionalizam e atuam nessa área, atualmente, passou a ser mínima.

 

Como a Camila Achutti, do blog mulheres na computação, disse em sua palestra na USP, “ensinar as meninas que a tecnologia é um meio e não um fim”, pode ser uma forma de faze-las voltarem a se interessar pela área.

 

Fontes: Nerdologia, Mulheres Na Computação, Wikipedia, LF Bittencourt